Eleições na Catalunha: ativistas pró-independência farão contagem de votos alternativa

© Sputnik / Elena Shesternina / Abrir o banco de imagensApoiadores da independência da Catalunha em Barcelona
Apoiadores da independência da Catalunha em Barcelona - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Assembleia Nacional da Catalunha, órgão que promove a independência da região da Espanha, fará uma contagem de votos alternativa das eleições parlamentares, disse o porta-voz da Assembleia à Sputnik na quinta-feira.

"Nós não acreditamos nos resultados oficiais e tememos fraudes, portanto faremos nossa própria contagem", disse o porta-voz.

Para fazer isso, a Assembleia irá coletar dados de observadores de três partidos políticos que compartilham a ideia da independência da Catalunha. Os observadores estavam em todos os locais de votação.

Aproximadamente 4 mil observadores estão envolvidos nas eleições. Eles agora levarão os dados sobre o comparecimento às urnas para a Assembleia.

"Nós estamos coletando dados durante o dia… Logo após o fechamento das urnas, é de lá que nossa central começará a receber informação", apontou o porta-voz.

Protesto pela independência da Catalunha, em Barcelona, dia 11 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil
Partidos pró-independência podem não formar maioria nas eleições da Catalunha
Os resultados da contagem de votos da Assembleia serão anunciados no Museu Marítimo de Barcelona. Repórteres e observadores internacionais estão convidados a participar do evento.

De acordo com o porta-voz, na sexta-feira, a Assembleia pretende reunir seus apoiadores no centro de Barcelona para celebrar a vitória ou protestar contra os resultados da eleição.

A Assembleia coopera com esses partidos políticos, tais como Juntos pela Catalunha (Junts per Catalunya), a Esquerda Republicana da Catalunha (Esquerra Republicana) e o Candidatura da Unidade Popular (CUP). 

Mais cedo, as urnas abriram ao longo da Catalunha para eleger o corpo legislativo da região na eleição chamada pelo governo espanhol. As autoridades espanholas dissolveram o parlamento regional em resposta à resolução de independência da região, adotada em 27 de outubro.

As eleições regionais de 2017 de 21 de dezembro foram convocadas pelo primeiro-ministro Mariano Rajoy depois de invocar o artigo 155 da constituição espanhola de 1978, imposta por Madri sobre a Catalunha.

Os resultados da eleição deverão ser conhecidos em poucas horas, e devem trazer impressões sobre a vontade do povo catalão em apoiar ou não os movimentos de independência. No final da tarde de hoje, o jornal local La Vanguardia divulgou pesquisa de boca de urna apontando vitória com maioria para os partidos pró-independência.

A pesquisa mostra que o partido Cidadãos (Ciutadans) deve ganhar a eleição e assumir 37 cadeiras no parlamento, enquanto o Juntos pela Catalunha, o Esquerda Republicana da Catalunha e o Candidatura da Unidade Popular, partidos pró-independência, aparecem com 71 cadeiras. A maioria absoluta do parlamento catalão é de 68 cadeiras.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала