Pentágono: diplomatas americanos sempre poderão falar a partir de uma posição de força

© Sputnik / David B. GleasonPentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA
Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A nova Estratégia de Segurança Nacional dos EUA corresponde a uma oposição ativa às políticas do Irã, Coreia do Norte, Rússia e China.

O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, prometeu que o Pentágono sempre tentará dar aos diplomatas norte-americanos a oportunidade de "falar a partir de uma posição de força".

Em sua opinião, o fato de Estados Unidos terem "as Forças Armadas mais poderosas do mundo" proporciona aos diplomatas norte-americanos "a oportunidade de falar sempre a partir de uma posição de força".

"Com o apoio de nossos aliados e parceiros, continuaremos defendendo nossos interesses de segurança comuns e dos EUA daqueles que tentam pôr em perigo a liberdade que temos", declarou Mattis durante publicação da nova Estratégia de Segurança Nacional dos EUA.

Soldados sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios conjuntos, Coreia do Sul (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Tillerson: EUA estão prontos para solução militar da crise na Coreia
As principais ameaças, de acordo com o documento, correspondem às ambições da Rússia e da China, às ações dos países-vilões – Irã e Coreia do Norte – e ao terrorismo internacional.

O presidente do comitê de relações internacionais da Duma Russa (câmara baixa), Leonid Slutsky, declarou, por sua vez, que o objetivo da nova estratégia de segurança de Washington é "recuperar a hegemonia dos EUA e construir um mundo unipolar".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала