Como operação russa no território sírio mudou a instrução militar no país eslavo

© Sputnik / Ministério da Defesa da RússiaEngenheiros militares russos ajudam a neutralizar minas em áreas orientais da cidade síria de Aleppo (foto de arquivo)
Engenheiros militares russos ajudam a neutralizar minas em áreas orientais da cidade síria de Aleppo (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Escola Superior de Comando Militar de Moscou enviou cadetes do último ano junto com oficiais à Síria para ganharem experiência nas operações militares no país árabe. Esta experiência ajuda a preparar os futuros comandantes de acordo com as mais recentes exigências militares, disse o major-geral Alexandr Novkin.

Os cadetes e professores foram enviados para a Síria por um ano. A ideia é adquirir as novas técnicas militares no terreno para implementá-las mais tarde no processo de educação e instrução, explicou Novkin em entrevista à mídia russa Izvestia.

F-22 Raptor da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Especialista revela o que está por trás das ações arriscadas dos aviões dos EUA na Síria
"Esta experiência se reflete nos planos académicos. Desde o início da operação na Síria, os programas educacionais melhoraram. Esse trabalho é constante. Sempre aparecem novas áreas de trabalho", assinalou o militar.

A experiência síria mostrou que a eficácia das ações militares durante uma ofensiva depende principalmente da cooperação com as baterias e divisões de morteiros. Hoje em dia, os cadetes aprendem a lidar com o fogo das unidades de morteiros, uma prática que não fazia originalmente parte dos programas de educação militar no passado.

Segundo Novkin, as Forças Armadas da Rússia estão agora prestando mais atenção à instrução. Agora, os cadetes aprendem a encontrar o caminho em uma área desconhecida tanto com o uso de dispositivos antigos quanto com os sistemas modernos Glonass/GPS.

"Quase todos os meses recebemos novas recomendações, as analisamos e introduzimos mudanças no programa [educacional]", enfatizou o general.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou a retirada parcial das tropas russas da Síria durante a sua visita à base aérea de Hmeymim em 11 de dezembro. O presidente apontou que os militares cumpriram a sua missão com sucesso.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала