Presidente da Alemanha faz alerta sobre antissemitismo no país

© REUTERS / Christian MangManifestantes neonazistas foram às ruas em Berlim para homenagear Rudolf Hess, aliado de Adolf Hitler
Manifestantes neonazistas foram às ruas em Berlim para homenagear Rudolf Hess, aliado de Adolf Hitler - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, fez comentários duros contra o ódio aos judeus em seu país após um recente protesto em Berlim na sequência da decisão dos Estados Unidos de reconhecerem a cidade sagrada de Jerusalém como capital de Israel.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela - Sputnik Brasil
Maduro: 'Todos os atos cometidos por Israel são inválidos e devem ser interrompidos'
Em discurso na embaixada de Israel, Steinmeier admitiu que o antissemitismo ainda persiste na Alemanha, e que ele ficou horrorizado e envergonhado ao ver manifestantes, na capital alemã, queimando bandeiras israelenses. 

"Ele [o antissemitismo] está nos mostrando seu rosto maligno de várias formas, incluindo atos públicos cheios de ódio, mas também na divulgação de preconceitos e políticas de carga étnica." 

Segundo o presidente, aqueles que queimaram bandeiras de Israel nas ruas de Berlim "não entendem ou não respeitam o significado de ser alemão". Para ele, dada a responsabilidade alemã pelo holocausto nazista, cada cidadão do país deveria sentir o ônus dessa tragédia todos os dias. 

"Essa responsabilidade não reconhece ressalvas para origens estrangeiras nem exceções para novatos. Não é negociável, para qualquer um que viva aqui e queira viver aqui", destacou. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала