Vozes em Washington pedem por cooperação dos EUA e Rússia na Síria

© AP Photo / Alexander ZemlianichenkoO secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson e o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, agitam as mãos antes de suas conversações em Moscou, Rússia, quarta-feira, 12 de abril de 2017. As conversas de Tillerson em Moscou dependem da nova alavancagem dos EUA sobre a Síria.
O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson e o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, agitam as mãos antes de suas conversações em Moscou, Rússia, quarta-feira, 12 de abril de 2017. As conversas de Tillerson em Moscou dependem da nova alavancagem dos EUA sobre a Síria. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA devem cooperar com a Rússia na Síria, pois as zonas de segurança criadas no sudeste do país árabe criaram um "modelo positivo" para o trabalho conjunto, disse o ex-assessor do secretário de Estado para Oriente Médio, Stuart Jones.

Piloto de caça russo Su-30 da Força Aeroespacial russa durante missão militar na Síria - Sputnik Brasil
Mídia: EUA e Rússia fazem jogos muito perigosos nos céus da Síria
"Na Síria, nós devemos cooperar com os russos. Penso que as zonas de segurança, criadas no sudeste da Síria, estão surtindo efeito. Acredito que isso formou um modelo positivo para uma futura cooperação. Também penso que esse modelo acaba contendo a Rússia de realizar certas ações", disse Jones, ao discursar para o senado norte-americano. 

Ele também destacou não haver "nada de agradável" no fato da Rússia estar tão envolvida na situação síria. "A Rússia salvou o regime de Bashar [Assad] em 2015. Mas eles estão interessados em cooperar com os EUA por uma série de motivos. Por exemplo, os acordos sobre as zonas de segurança são um modelo positivo de cooperação com os russos", disse Stuart, ao destacar que esses acordos possibilitam "responsabilizar a Rússia".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала