Base naval russa na Síria será ampliada apesar da retirada das tropas

© Sputnik / Dmitriy Vinogradov / Abrir o banco de imagensMarinheiros russos e sírios efetuam manobras conjuntas no porto de Tartus
Marinheiros russos e sírios efetuam manobras conjuntas no porto de Tartus - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Conselho de Federação (câmara alta do parlamento russo) planeja aprovar o acordo sobre a ampliação da base da Marinha da Rússia em Tartus, Síria, até o fim do ano, disse o senador russo Franz Klintsevich.

"Se a Duma de Estado [câmara baixa do parlamento russo] examinar o documento em breve, estamos prontos para aprová-lo até o fim do ano", disse o vice-presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho da Federação, Franz Klintsevich.

Batalhão da Polícia Militar regressou da Síria a Makhachkala, república de Daguestão - Sputnik Brasil
Pentágono: Não vemos retirada significativa de tropas russas da Síria
Ele expressou confiança que o acordo será apoiado pelos senadores.

Na quarta-feira (13), o presidente russo Vladimir Putin apresentou à Duma de Estado o projeto de lei sobre a ratificação do acordo com a Síria para a ampliação do território do posto de assistência técnica e material da Marinha russa no porto de Tartus.

O texto do acordo entre a Rússia e a Síria sobre a ampliação do território do posto de manutenção técnica da Marinha russa em Tartus e a entrada de navios russos em águas territoriais e portos da Síria de 18 de janeiro de 2017 foi publicado em 20 de janeiro. O acordo vigorará durante 49 anos, tem um caráter defensivo e não é dirigido contra outros países, sublinha o documento.

O acordo prevê que o número máximo de navios militares que podem estar estacionados simultaneamente no posto russo de Tartus é de 11, inclusive navios com instalação propulsora nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала