Ex-procuradora-geral da Crimeia é acusada de 'crime de guerra'

© Sputnik / Konstantin MihalchevskyNatalia Poklonskaya na promotoria da Crimeia
Natalia Poklonskaya na promotoria da Crimeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Natalia Poklonskaya, ex-procuradora da Crimeia e deputada da Duma de Estado da Rússia, foi considerada ‘criminosa de guerra’, informa o portal UNN.

A declaração foi feita pelo procurador da República Autônoma da Crimeia Gyunduz Mamedov. Essa estrutura chefiada por ele continua existindo na Promotoria Geral da Ucrânia apesar da península se ter reunificado com a Rússia.

Montagem dos arcos da ponte ferroviária e rodoviária da Crimeia - Sputnik Brasil
'Sufocados de inveja': por que Kiev tenta impedir construção da ponte da Crimeia
Segundo Mamedov, seu departamento planeja "avaliar as ações" de Poklonskaya no que diz respeito ao Majlis (Congresso do Povo Tártaro da Crimeia, organização proibida na Rússia).

"Temos um episódio acusatório contra ela [Poklonskaya], nomeadamente, a proibição do Majlis. Em breve, nós vamos avaliar sua ação com respeito a este fato", declarou Mamedov.

Ele acrescentou que Kiev considera o fato da proibição como um "crime de guerra", mas sem explicar as razões para essa declaração.

A Crimeia voltou a fazer parte da Rússia depois do referendo realizado em março de 2014. A Ucrânia não reconhece os resultados do referendo e considera a Crimeia como seu território temporalmente ocupado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала