Coreia do Sul impõe novas sanções contra Pyongyang

© Sputnik / Iliya Pitalev / Abrir o banco de imagensLíder da Coreia do Norte, Kim Jong-un
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Sul aplicou novas sanções contra vários grupos e indivíduos norte-coreanos em ação tida como simbólica para bloquear o financiamento dos programas de armas da Coreia do Norte.

O governo sul-coreano disse que 20 grupos norte-coreanos foram adicionados à lista de sanções, incluindo vários bancos e empresas, além de 12 pessoas.

A Coreia do Sul é um dos primeiros países a responder com novas sanções ao lançamento de um míssil norte-coreano em 29 de novembro. 

Porta-aviões da classe Nimitz USS Ronald Reagan durante exercícios navais no Pacífico (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Coreia do Sul, Japão e EUA preparam exercícios navais antimísseis
As medidas restritivas, entretanto, são de valor simbólico, visto que as transações entre as duas nações estão interrompidas há anos. O objetivo do governo sul-coreano é incentivar a comunidade internacional a aderir às sanções contra a Coreia do Norte. 

"A medida lembrará a comunidade internacional dos riscos de realizar transações com esses grupos e indivíduos", disse o porta-voz do Ministério da Unificação da Coreia do Sul, Baek Tae-hyn, em comunicado à imprensa.

Anteriormente, a embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas fez um apelo para que o resto do mundo corte seus laços comerciais e diplomáticos com Pyongyang.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала