Sérvia mais próxima da UE: Grécia, Romênia e Bulgária declaram apoio à candidatura

© AFP 2022 / GEORGES GOBETBandeiras da União Europeia refletidas na entrada do Edifício Berlaymont, sede da Comissão Europeia, em Bruxelas
Bandeiras da União Europeia refletidas na entrada do Edifício Berlaymont, sede da Comissão Europeia, em Bruxelas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Candidata de longa data à União Europeia, a Sérvia pode ver a participação no bloco europeu mais cedo do que imagina. Neste sábado, o país recebeu importantes apoios da Grécia, Bulgária e Romênia, que conjuntamente afirmaram apoiar a entrada do país de modo a "aumentar a estabilidade" na região.

A declaração foi emitida após um encontro de primeiros-ministros com o presidente sérvio em Belgrado. Durante a ocasião, as autoridades negociaram acordos comerciais, cooperação na área de energia e transporte.

Bandeira de Kosovo - Sputnik Brasil
Opinião: União Europeia aos poucos convence Sérvia a reconhecer independência do Kosovo
O primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borisov, declarou que "não há melhor caminho para os Bálcãs que não a União Europeia", citado pela Associated Press. Já Alexis Tsipras, premiê da Grécia, disse que a entrada da Sérvia na União Europeia aumentaria a "cooperação para a promoção da paz nos Bálcãs" e que o país "não pode mais continuar fora da família europeia".

Aliada antiga da Rússia, a Sérvia tenta caminhar cautelosamente entre as duas esferas de poder. Em entrevista à Sputnik Sérvia em abril, o chanceler sérvio, Ivica Dacic explicou que a parte técnica relativa à candidatura à União Europeia deve ser concluída até 2020 e que a adesão dependeria de "decisão política".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала