Dois australianos são condenados por abuso e assassinato de mulher aborígene

© flickr.com / Bentley SmithSupreme Court of New South Wales Building
Supreme Court of New South Wales Building - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Dois homens foram condenados a penas de 14 anos e nove anos pelo estupro e morte de uma mulher em uma praia remota do país.

A sentença pela morte de Lynette Daley, em 2011, acaba, de acordo com a Associated Press, com anos de batalha judicial liderada pela família da vítima, expondo uma profunda divisão racial na Austrália. 

A juíza Elizabeth Fullerton, da Suprema Corte de Nova Gales do Sul, condenou Adrian Attwater, nesta sexta-feira, a uma pena de 19 anos de prisão, sendo pelo menos 14 anos e três meses sem direito a condicional. Seu cúmplice, Paul Maris, pegou uma pena de nove anos , sendo seis anos e nove meses em regime fechado. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала