Photoshop? Pyongyang falsificou imagens do recente teste de míssil, diz analista (FOTOS)

© REUTERS . KCNALançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-15 que teve lugar na noite de 28 para 29 de novembro
Lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-15 que teve lugar na noite de 28 para 29 de novembro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As fotos que a mídia estatal norte-coreana usou como evidência visual do recente teste do míssil Hwasong-15 são falsas, segundo uma análise das estrelas vistas nas imagens.

As duas imagens tiradas segundos após o lançamento do míssil, a partir do mesmo ponto de vista, devem mostrar o mesmo fundo com estrelas, "mas elas não mostram", escreveu em seu blog em 5 de dezembro Marco Langbroe, observador de satélites e arqueólogo Paleolítico.

"Uma mostra [a constelação] Órion que fica no sudoeste", disse, enquanto "a outra mostra [a constelação] Andrômeda com a galáxia de Andrômeda […] que fica no noroeste", notou.

"Estas duas imagens feitas do mesmo ponto de vista, mostram áreas do céu totalmente diferentes", continuou o especialista.

Langbroek não nega que o teste ocorreu. Mas o analista concluiu que o fundo estrelado foi adicionado às imagens e não era original. No entanto, nem todas as fotos foram adulteradas, sublinhou.​

"Mais uma evidência que as imagens de Hwasobng-15 são alteradas: duas fotos, uma é reflexo da outra […], tiradas de lados opostos. Mas ambos os céus no fundo ficam no sudeste e têm Orion e Canis Major (mas sem Sirius![estrela])"

"A razão mais provável, é que eles fizeram isso por estética. Um ICBM disparado em direção às estrelas faz uma boa imagem de propaganda. É que aparentemente eles não tentaram fazê-lo corretamente", notou.

Desfile militar na Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Coreia do Norte: a guerra na península é inevitável
Porém, a Coreia do Norte não é a única que melhora suas fotos, outros países também fazem isso.

Mais cedo este ano, o Exército de Libertação Popular da China publicou por ocasião do 68º aniversário as imagens de navios e caças. O único problema é que as imagens mostraram aviões russos MiG-35 e navios anfíbios norte-americanos. O exército chinês depois pediu desculpas pelo incidente.

Na noite de 28 para 29 de novembro, a Coreia do Norte lançou o míssil Hwasong-15, que percorreu uma distância de 950 quilômetros e caiu a 210 quilômetros do litoral do Japão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала