Coreia do Norte quer ser reconhecida como 'potência nuclear' para negociar com os EUA

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensExército Popular da Coreia apresenta, em desfile, complexos de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais (foto de arquivo)
Exército Popular da Coreia apresenta, em desfile, complexos de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Norte está pronta para negociar a normalização da crise na península da Coreia, se o país for considerado uma potência nuclear, disse o deputado russo Vitaly Pashin, que visitou a capital norte-coreana na qualidade de membro da delegação parlamentar russa.

O porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson chega para um exercício militar conjunto anual chamado Foal Eagle entre a Coreia do Sul e os EUA, no porto de Busan, Coreia do Sul, 15 de março de 2017. - Sputnik Brasil
Coreia do Norte justificou seu último lançamento de míssil: a culpa é dos EUA
Segundo ele, Coreia do Norte considera ter se tornado "uma potência nuclear" e por isso estaria "pronta para negociar com os Estados Unidos".

"Foi alcançado o equilíbrio e eles estão prontos para começar a negociar com os americanos e solucionar tudo de forma pacífica", disse Pashin para a imprensa.

O deputado destacou que tudo isso depende de uma condição — "a Coreia do Norte deve ser reconhecida como uma potência".

Mais cedo, Pyongyang justificou o seu último lançamento de míssil com ameaças por parte dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала