Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Grupo pró-Daesh prega ataques terroristas contra crianças no Ocidente

© AP Photo / Site militarTerroristas do Daesh em comboio em Tel Abyad, nordeste da Síria (foto de arquivo)
Terroristas do Daesh em comboio em Tel Abyad, nordeste da Síria (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Um grupo pró-Daesh pediu ataques de lobos solitários contra crianças, informou uma entidade que monitora as ações jihadistas na internet. O Daesh já tem um registro sombrio de matar menores de idade por onde passa.

O grupo chamado Fundação Qastantiyyah pediu ataques contra crianças no Ocidente - em particular os EUA, Austrália e Europa -, destacou nesta quarta-feira o SITE, um grupo que acompanha atividades de propaganda islâmica.

A Fundação All-Qastantiyyah é uma das várias comunidades online estabelecidas que apoiam a causa do Daesh.

A mensagem que pediu a morte de crianças veio através de um dos seus canais de bate-papo no Telegram, afirmou o SITE. Uma mensagem similar pedindo ataques contra menores no Ocidente foi enviada no início de novembro por um grupo ligado ao Daesh chamado Fundação Wafa' Media.

A propaganda dos jihadistas justifica atacar civis no Ocidente como vingança pelas vítimas civis que perecem quando do ataque de forças estrangeiras na Síria e no Iraque, sobretudo em áreas controladas pelo Daesh e por grupos islâmicos similares.

Soldados sírios descarregam um veículo de transporte perto de Deir ez-Zor, no início de setembro de 2017 - Sputnik Brasil
Exército sírio encontra armas americanas e europeias nos armazéns do Daesh

Em 2015, o Comitê dos Direitos da Criança da ONU acusou o Daesh de matar crianças no Iraque, inclusive por crucificação ou enterrando-as vivas.

A disposição dos simpatizantes do Daesh para atingir os jovens no Ocidente tornou-se evidenciada em maio, quando um lobo solitário protagonizou um atentado à bomba na Arena Manchester, no Reino Unido, matando 22 pessoas e ferindo mais de 500. As vítimas eram fãs da cantora americana Ariana Grande - algumas de apenas 16 anos - ou pessoas que para lá foram para buscá-las após o show.

Além dos assassinatos de crianças, o Daesh tem sido conhecido por usá-las como soldados e até mesmo terroristas suicidas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала