Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia está pronta para criar base militar no Sudão, diz senador

© Sputnik / Sergei GuneevBase militar russa n.º 102 na Armênia
Base militar russa n.º 102 na Armênia - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Rússia está pronta para criar uma base militar no Sudão caso receba uma proposta oficial da parte sudanesa, afirmou o vice-chefe da Comissão de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Franz Klintsevich.

Militares russos durante os exercícios conjuntos da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC) no Tajiquistão, abril de 2016 - Sputnik Brasil
Camuflagem de alta tecnologia: exército russo receberá 'cortina invisível' inovadora
O presidente do Sudão, Omar Hassan Ahmad al-Bashir, teve um encontro com seu homólogo russo, Vladimir Putin, e o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, durante a qual discutiu a possibilidade de criação de uma base militar russa no mar Vermelho.

Segundo declarou o líder sudanês, Cartum precisa se proteger das tentativas dos EUA de dividir o país em cinco Estados separados.

O senador russo, Franz Klintsevich, acredita que não há razões para que a Rússia rejeite a possível proposta do Sudão de construir tal base.

"Na minha opinião, a presença militar permanente de nosso país nesta região terá um efeito exclusivamente estabilizador", afirmou.

Segundo ele, Moscou pode esperar também propostas semelhantes de outros países.

"Devido ao sucesso da operação russa na Síria, […] pode-se esperar propostas semelhantes de outros países em um futuro previsível. Uma base militar russa em qualquer país garante sua segurança", acredita.

Soldado americano tirando uma selfie na base militar dos EUA em al-Qayyara, ao sul de Mossul em 25 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Que segredos escondem? Base misteriosa Área 52 dos EUA é mostrada pela 1ª vez (VÍDEO)
No entanto, o analista militar Viktor Murakhovsky opina que não há necessidade para a Rússia de criar uma base permanente no Sudão.

Segundo ele, é melhor guardar recursos e se concentrar no desenvolvimento da base em Hmeymim e da base naval em Tartus, na Síria.

Para Murakhovsky, no momento, basta chegar a um acordo com o Sudão que permita usar aviões de reconhecimento russos para controlar as águas na região.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала