Drones do Egito matam 15 militantes ligados a atentado terrorista em mesquita

Nos siga noTelegram
Pelo menos 235 pessoas morreram no atentado terrorista em uma mesquita na Península do Sinai, no Egito, nesta sexta-feira (24). Mais de 130 pessoas ficaram feridas.

Drones da Força Aérea do Egito eliminaram 15 militantes envolvidos no ataque terrorista na mesquita Al Rawdah na Península do Sinai.

Os bombardeios teriam sido realizados contra os terroristas em uma zona desértica perto do lugar do atentado, atingindo dois veículos que levavam 15 militantes armados. De acordo com a mídia local, outros carros com terroristas supostamente ligados ao ataque estão sendo rastreados. 

​De acordo com fontes do serviço de segurança do país, citadas pela mídia local, terroristas teriam detonado uma bomba durante oração da sexta-feira e depois começaram a atirar nas pessoas que saíam.  Há dados que os terroristas atiraram até nas ambulâncias que tentavam levar pessoas do local do ataque.

O Egito tem lutado contra uma insurgência jihadista na península do Sinai desde que o exército derrubou o presidente Mohamed Morsi em 2013, quando militantes locais prometeram fidelidade ao grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) em 2014 e reivindicaram a responsabilidade por uma série de ataques mortais na região desde então.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала