Número de mortos em atentado terrorista no Egito sobe para 235

© REUTERS / Amr Abdallah DalshFreira chora vendo as consequências da explosão na catedral copta no Cairo, Egito
Freira chora vendo as consequências da explosão na catedral copta no Cairo, Egito - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O número de pessoas mortas no ataque desta sexta-feira (24) em uma mesquita, localizada em uma aldeia a oeste da cidade de Arish, na Península do Sinai, no Egito, aumentou para 235 pessoas, enquanto outras 130 ficaram feridas.

O Ministério Público egípcio lançou uma investigação sobre o ataque, enquanto as forças policiais procuram os terroristas. 

Ambulância no Egito (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Explosão atinge mesquita no Egito matando dezenas de pessoas
De acordo com fontes do serviço de segurança do país, citadas pela mídia local, terroristas teriam detonado uma bomba durante oração da sexta-feira e depois começaram a atirar nas pessoas que saíam. Há dados que os terroristas atiraram até nas ambulâncias que tentavam levar pessoas do local do ataque.

Posteriormente, foi informado que o Egito realizou um ataque com drones que matou 15 militantes envolvidos no atentado terrorista. 

O governo egípcio declarou um luto de três dias em homenagem às vítimas do atentado. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, se manifestou condenando o ataque "horrível e covarde" à mesquita. 

"O mundo não pode tolerar o terrorismo, devemos derrotá-los militarmente e desacreditar a ideologia extremista que forma as bases de sua existência", declarou. 

O presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, fará uma reunião de segurança de emergência de alto nível para discutir o ataque terrorista, tendo uma investigação já iniciada.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала