Escalada à vista: EUA aumentam a presença militar no Oriente Médio em 33%

© AFP 2022 / Johannes EiseleSoldados norte-americanos no Afeganistão (foto de arquivo)
Soldados norte-americanos no Afeganistão (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um recente relatório divulgado pelo Pentágono mostrou que a presença militar dos EUA no Oriente Médio aumentou cerca de 33% nos últimos quatro meses.

Desde o início de julho, o número de 40.517 pessoas que integram as tropas e a população civil do Departamento de Defesa dos Estados em guerras e outras missões de segurança no Oriente Médio cresceu para 54.180, representando um aumento de 33%.

Militantes das Forças Democráticas da Síria - Sputnik Brasil
Forças Democráticas da Síria recebem 120 blindados e armas pesadas dos EUA
Os números não incluem o aumento acentuado de 11 mil para 15 mil tropas dos EUA enviadas para locais de conflito no Afeganistão, onde Washington está em guerra há mais de 16 anos.

Conforme observado pelos aumentos expressivos do número de tropas dos EUA na região nos últimos cinco anos, tais crescimentos podem antecipar futuras escaladas em onflitos. 

Os movimentos são vistos como consistentes com as políticas projetadas pelo Pentágono.

"Agora tem mais a ver com as preferências de longa data do [secretário de Estado dos EUA, James Mattis] e altos funcionários militares", disse o especialista em política externa, Micah Zenko, citado pela revista Newsweek. 

De acordo com ele, "Mattis e um grupo de generais aposentados e conselheiros militares que cercam o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmam que todos os inimigos dos Estados Unidos podem ser derrotados militarmente, fazendo mais de tudo".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала