Juíza: missão do submarino argentino pode ser classificada como 'segredo de Estado'

© AP Photo / Marina DevoDesaparecimento do submarino argentino ARA San Juan
Desaparecimento do submarino argentino ARA San Juan - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Confira o processo da investigação do desaparecimento do submarino ARA San Juan e "informações confidenciais".

A juíza que está investigando o desaparecimento do submarino argentino ARA San Juan, Olivia Marta Yáñez, chega à conclusão que "há informações confidenciais" ligadas à missão do navio que poderia classificar-se como um "segredo de Estado", informa o canal Todo Noticias.

"Estamos falando sobre uma embarcação de guerra e não me arriscaria fazer outras considerações", declarou Yáñez.

Tripulante do submarino militar argentino ARA San Juan no porto de Buenos Aires, Argentina (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Avião dos EUA detecta objeto no local do último sinal do submarino argentino desaparecido
A juíza explicou que foi a Marinha da Argentina que insistiu no início da ação judicial em meio ao cumprimento do protocolo deste órgão. A causa foi denominada "investigação de ilícito", portanto é importante revelar as condições preliminares em que se encontrava o navio para determinar se existem inconsistências. Não obstante, a juíza sublinhou que ainda "não há indiciados, nem delito para investigar" e espera que esta história "tenha um final bom".

Yáñez assegurou que atualmente a principal prioridade é a busca e operações de resgate, porque nas próximas horas a situação pode se alterar.

Mais cedo, o porta-voz da Marinha, Enrique Balbi, afirmou que uma "anomalia hidroacústica" está sendo investigada na área de busca do submarino desaparecido, 30 quilômetros ao norte da última posição conhecida do ARA San Juan. No entanto, nenhuma informação adicional sobre a anomalia foi divulgada para "evitar suspeitas".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала