Vladimir Putin: desintegração da Síria foi prevenida

© REUTERS / Yasin BulbulPresidente turco, Tayyip Erdogan, no encontro com o seu homólogo iraniano, Hassan Rouhani, Sochi, 22 de novembro de 2017
Presidente turco, Tayyip Erdogan, no encontro com o seu homólogo iraniano, Hassan Rouhani, Sochi, 22 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os presidentes da Rússia, Turquia e Irã se reuniram na cidade russa de Sochi para discutir a resolução da crise na Síria. Espera-se que depois da reunião seja aprovada uma declaração conjunta.

Presidente russo Vladimir Putin encontra-se com o líder da Síria Bashar Assad em Moscou - Sputnik Brasil
Putin reúne-se com Assad em Sochi
Na abertura da reunião, o presidente russo Vladimir Putin declarou que os esforços coordenados de Moscou, Ancara e Teerã preveniram a desintegração da Síria, acrescentando que as ações militares contra os terroristas estão chegando ao fim.

"O ataque decisivo foi efetuado contra os terroristas na Síria, o que possibilitou pôr fim à guerra civil duradoura", notou Putin.

Embora haja perspectivas reais para Síria se desenvolver como país pacífico, é crucial determinar os princípios básicos de toda a situação política muito em breve.

De acordo com Vladimir Putin, "o próprio povo sírio deve resolver quais serão os princípios".

Além do mais, Vladimir Putin admitiu que as operações militares de grande escala contra grupos terroristas na Síria estão chegando ao fim; falta pouquíssimo.

Ele também destacou o importante papel dos seus homólogos turcos e iranianos nas negociações em Astana quanto à Síria, salientando ser impossível interromper as ações militares sem isso.

O presidente russo adicionou que o cessar-fogo na Síria estava sendo respeitado e as quatro zonas de desescalada, criadas durante as negociações de reconciliação em Astana, estavam funcionando apropriadamente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала