Submarino argentino estaria esperando o fim da tempestade?

© REUTERS / Armada ArgentinaSubmarino argentino ARA San Juan (foto de arquivo)
Submarino argentino ARA San Juan (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O submarino San Juan pode estar em uma posição emersa se protegendo de uma tempestade, em uma baía ao longo do litoral, e a falta de abastecimento energético impede sua comunicação, opinou à Sputnik, o chefe do Centro dos Estudos Estratégicos do Ministério para Situações de Emergência russo, Mikhail Faleev.

Anteriormente, no domingo (19), marinheiros argentinos comunicaram sobre a detecção de sete sinais que podem ter sido enviados pelo submarino desaparecido. Contudo, não facilitaram na busca.

Submarino argentino ARA San Juan (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Especialista: há uma única maneira de encontrar o submarino argentino
A operação de busca está cobrindo toda a rota provável do submarino e continuará até que encontrem a embarcação. As circunstâncias climáticas complicam as buscas do submarino argentino: estima-se que nos próximos dois dias na zona de operação surjam ventos fortes.

A embarcação ARA San Juan desapareceu na zona sul do mar Argentino, em 15 de novembro. De acordo com o jornal Clarín, o navio contava com 37 pessoas a bordo, entre elas, oito oficiais. O submarino San Juan foi construído na Alemanha e entrou em serviço da Marinha da Argentina em 1985. 

"Provavelmente, o submarino está em uma posição emersa. Só que devido às circunstâncias climáticas e à previsão de uma tempestade, ele não pode ser encontrado. Pode estar esperando tranquilamente em uma baía", opinou Faleev.

De acordo com ele, a embarcação pode estar em alguma baía rodeada de rochas. "Não consegue nenhuma comunicação devido à falta de abastecimento energético", acrescentou Faleev, frisando que "por isso, é preciso buscar ao longo do litoral também".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала