- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Rússia impõe restrições à importação de carne bovina e suína do Brasil

© Sputnik / Elizabeth Azarova / Abrir o banco de imagensProdutos de Carne
Produtos de Carne - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Serviço Federal de Controle Veterinário e Fitossanitário da Rússia (Rosselkhoznadzor) informou nesta segunda-feira a imposição de restrições temporárias às importações de carne bovina e suína do Brasil para a Rússia a partir em 1º de dezembro.

A informação foi confirmada à Sputnik pela porta-voz da organização, Yulia Melano.

"O Rosselkhoznadzor é obrigado a tomar medidas urgentes para proteger os consumidores russos e o mercado doméstico de alimentos e impor restrições temporárias às importações do Brasil para a Rússia a partir de 1º de dezembro deste ano a todos os produtos feitos de carne de porco e carne bovina", disse Melano.

Segundo a porta-voz, as medidas foram impostas após a descoberta de que a carne produzida no Brasil contém traços do estimulante de crescimento ractopamina.

"De acordo com a atual legislação russa, o uso de ractopamina e outros estimulantes para o crescimento da massa muscular de animais, bem como a importação para a Rússia de produtos obtidos com o uso dessas substâncias, está proibida na produção de produtos alimentares", disse um comunicado divulgado pelo Rosselkhoznadzor.

Produtos de Carne - Sputnik Brasil
Óbice comercial: por que o Brasil não consegue aumentar exportação de carne para a Rússia?

A organização russa ressaltou ainda que o Ministério da Agricultura brasileiro havia acordado, após “negociações em larga escala e complexas” para "assegurar o cumprimento rigoroso das empresas russas com os requisitos […] para fornecer à Rússia produtos exclusivamente elaborados a partir de carne animal que não foi cultivada com ractopamina".

O Rosselkhoznadzor pontuou ainda que enviou uma proposta ao ministério brasileiro no último dia 16 de novembro, a fim de tratar do assunto o mais rápido possível. "No entanto, o diálogo com o lado brasileiro não ocorreu até o presente", continuou a nota.

O Ministério da Agricultura do Brasil ainda não se pronunciou sobre o assunto. É o segundo incidente que põe em dúvida a qualidade da carne brasileira perante a comunidade internacional. Os Estados Unidos também colocaram restrições ao produto brasileiro por violações na área sanitária.

A Rússia é a quinta nação em negócios de compra de carne do Brasil, tendo comprado mais de US$ 350 milhões em produtos brasileiros até setembro deste ano.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала