Coreia do Norte causa preocupação aos EUA em relação à sua superioridade militar?

© AFP 2022 / JUNG YEON-JE Transmissão de lançamento de um míssil norte-coreano disparado de submarino
Transmissão de lançamento de um míssil norte-coreano disparado de submarino - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pyongyang aparentemente está desenvolvendo seu primeiro submarino de mísseis balísticos, que promete ser uma grave ameaça aos interesses estadunidenses de segurança na região.

Míssil norte-coreano lançado do submarino (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Imagens de satélite revelam que Pyongyang desenvolve submarino de mísseis balísticos
A Coreia do Norte estaria desenvolvendo seu primeiro submarino operacional de mísseis balísticos, segundo indicam as fotos do estaleiro norte-coreano Sinpo South, divulgadas pelo portal 38North. A elaboração desse navio submergível, conhecido como SINPO, faz parte do projeto norte-coreano de modernização vital das suas técnicas militares, devido ao aumento do poder naval dos EUA na região Ásia-Pacífico.

No entanto, mesmo com esses esforços, a Marinha de Guerra da Coreia do Norte continua sendo "antiquada e destruída", qualificada assim pelo jornal The National Interest, destacando que a Marinha norte-coreana possui entre 810 e 990 navios de fabricação chinesa, soviética e própria, segundo dados de 2001.

Bombardeiros russos Tu-160 durante patrulhamento aéreo - Sputnik Brasil
'Cisne branco' modernizado russo: pior pesadelo dos EUA se torna realidade
Entre esses navios, cerca de 70 submarinos, dos quais poucos seriam capazes de lançar mísseis e supostamente nenhum deles possuía capacidades nucleares. Adicionalmente, somente 60.000 efetivos servem na Marinha Popular da Coreia (MPC).

A Marinha dos EUA, por sua vez, tem mais de 324.000 oficiais em serviço ativo, enquanto outros 100.000 estão em reserva. Além disso, sua frota conta com mais de 400 navios, 279 deles estão prontos para participar em combates.  Ao mesmo tempo possui navios de assalto anfíbios e submarinos com armas nucleares, indica a revista Popular Mechanics.

Vale ressaltar que a Marinha dos EUA também dispõe da maior frota de porta-aviões do mundo.

"O desenvolvimento de um submarino capaz de lançar míssil de longo alcance será significativo, porque será mais difícil de detectá-lo do que os sistemas terrestres, devido à sua manobrabilidade em águas internacionais", destaca o especialista Kim Gamel, ao jornal Stars and Stripes.

Assim, embora a Marinha de Guerra norte-coreana, de modo algum não supera seu homólogo estadunidense, o projeto SINPO-C provavelmente foi percebido por Washington como uma séria ameaça à segurança regional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала