Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Manuscritos do Mar Morto: quem escreveu os rolos bíblicos mais antigos do mundo?

© AFP 2021 / PAUL ELLIS  / Abrir o banco de imagensManuscrito
Manuscrito - Sputnik Brasil
Nos siga no
Esqueletos recentemente desenterrados poderiam ajudar a revelar quem escreveu ou guardou os rolos encontrados entre 1947 e 1956 nas cavernas de Qumran, em Israel.

Escovações no Vale Timna, no sul de Israel (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Achado misterioso nas 'minas do rei Salomão' deixa cientistas perplexos (FOTOS)
Os Manuscritos do Mar Morto são considerados uma das descobertas arqueológicas mais importantes de todos os tempos. Os rolos contêm mais de 800 documentos que compõem as primeiras páginas da Bíblia e os ensinamentos do cristianismo, incluindo os dez mandamentos. Os pergaminhos, descobertos entre 1947 e 1956 em 11 cavernas de Qumran (na costa do mar Morto), causaram um sério debate sobre quem ocupou a região.

Em 2017, os cientistas encontraram outra caverna na mesma zona na margem do Mar Morto, onde havia rolos ou pedaços de papiro e couro para escrever. Agora, poderia haver uma forma cientifica de descobrir quem ocupou o assentamento localizado perto das cavernas onde foram encontrados os manuscritos.

Segundo a análise de 33 esqueletos recentemente descobertos em Qumran, em Cisjordânia, a antiga comunidade desta área consistiria em uma seita religiosa de homens celibatários, informa a Science News.

A datação por radiocarbono dos ossos encontrados em Qumran, apresentada pelo antropólogo Yossi Nagar da Autoridade de Antiguidades de Israel, revelou que os corpos tinham cerca de 2.200 anos de antiguidade desde que foram enterrados. Esta é uma idade muito próxima da estimada dos textos antigos: considera-se que eles foram escritos entre 150 a.C. e 70 d.C.

Primeiro eclipse solar de 2016 - Sputnik Brasil
Bíblia lança luz sobre o primeiro eclipse solar
Outras descobertas surpreendentes dissiparam as noções anteriormente existentes que sete dos corpos encontrados na zona pertenciam a mulheres. Segundo Nagar, depois de reexaminar os ossos, que se encontram agora na França, os pesquisadores chegaram à conclusão que seis dos sete indivíduos anteriormente rotulados como mulheres eram realmente homens. Também foram desenterrados os restos de várias crianças em Qumran.

O especialista israelense identificou 30 dos indivíduos encontrados como definitivamente ou provavelmente homens, de acordo com fatores tais como a forma pélvica e o tamanho do corpo. No momento da sua morte, teriam entre 20 e 50 anos ou mais, estimou Nagar.

"Não sei se essas foram as pessoas que escreveram os rolos do Mar Morto da região de Qumran", disse Nagar. "Mas a grande concentração de homens adultos de diferentes idades enterrados em Qumran é semelhante à que foi encontrada nos cemitérios ligados aos mosteiros bizantinos."

Templo de Kukulcán na cidade antiga de Chichén Itzá, México - Sputnik Brasil
Passagem secreta entre pirâmides mexicanas poderia revelar mistérios da serpente emplumada
Uma das teorias mais antigas e conspirativas afirma que os membros de uma antiga seita judaica celibatária, os essênios, viveram em Qumran e escreveram os Manuscritos do Mar Morto, escritos em hebraico, aramaico e grego, ou que cuidavam desses documentos religiosos, legais e filosóficos.

No entanto, nos últimos 30 anos, foram propostas outras teorias que sugerem que pastores beduínos, artesãos e soldados romanos foram possíveis habitantes de Qumran e que teriam escrito os pergaminhos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала