Coreia do Norte: Kim deixa reclusão para mostrar ao mundo o seu 'cavalo de aço'

© REUTERS / KCNAKim Jong-un visita uma fábrica de tratores na Coreia do Norte
Kim Jong-un visita uma fábrica de tratores na Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, deixou a reclusão de dois meses de lado nesta quarta-feira para mostrar ao mundo o que chamou de "cavalo de aço", um produto que Pyongyang vem produzindo com peças fabricadas em solo norte-coreano.

A visita de Kim foi feita à Fábrica de Tratores Kumsong, de acordo com a agência estatal norte-coreana KCNA. O líder conduziu a chamada orientação de campo na unidade, enfatizando a importância da produção com base no espírito de autossuficiência do país.

Segundo Kim, cada trator foi produzido principalmente com peças produzidas localmente, o que demonstra a autossuficiência norte-coreana em meio a duras sanções internacionais por conta dos testes nucleares e de mísseis da Coreia do Norte.

"Este não é apenas um transportador, mas um cavalo de aço de autossuficiência que abre um atalho para uma potência econômica. Os trabalhadores da fábrica deram um duro golpe nos inimigos que estão tentando nos sufocar", disse Kim, citado pela KCNA.

Soldados sul-coreanos participam de treinamentos de tiro, frente a um possível ataque por parte da Coreia do Norte(foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Soldados norte-coreanos ferem um desertor na fronteira com Coreia do Sul

A visita desta quarta-feira marcou a primeira inspeção desde 4 de novembro, quando a mídia estatal informou a visita de Kim a uma fábrica de caminhões, e a primeira aparição pública em dois meses.

Ele conduziu visitas nos campos econômicos nas últimas semanas, com aparente tentativa de demonstrar que a economia norte-coreana não foi severamente afetada por sanções internacionais.

Em julho e agosto, Kim não participou de eventos públicos econômicos, já que o Norte parecia se concentrar em testes de mísseis.

Sua visita nesta quarta-feira ocorre enquanto a Coreia do Norte absteve-se de atos provocativos, após o lançamento de um míssil sobre o Japão em 15 de setembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала