Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA e Rússia discutem prolongamento de investigação do uso de armas químicas na Síria

© AFP 2021 / Ammar al-ArbiniUm especialista das Nações Unidas recolha amostras de solo para investigação do suposto uso das armas químicas na Síria
Um especialista das Nações Unidas recolha amostras de solo para investigação do suposto uso das armas químicas na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Rússia e os Estados Unidos estão discutindo a renovação de um mandato para uma missão das Nações Unidas e da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) - conhecida como Mecanismo de Investigação Conjunta (JIM) - que analisa o uso de armas químicas em Síria.

Sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), em Haia, na Holanda - Sputnik Brasil
EUA acusam Rússia de atrapalhar investigação sobre uso de armas químicas na Síria
A Rússia e os EUA estão consultando sobre a renovação do mecanismo de investigação das Nações Unidas sobre uso de armas químicas na Síria, informou o embaixador russo na ONU, Vasily Nebenzya a repórteres. O mandato da missão termina em 17 de novembro.

"Estamos conversando com os Estados Unidos, ainda não terminou", disse Nebenzia, acrescentando que a Rússia espera chegar a um acordo com os estadunidenses.

Atualmente, existem dois projetos de resolução sobre a renovação do mandato do Mecanismo — um apresentado pela Rússia e outro pelos Estados Unidos. Ambos sugerem a renovação, mas em termos diferentes.

Em 26 de outubro, os investigadores apresentara, ao Conselho de Segurança da ONU um relatório confidencial sobre o ataque com uso de gás sarin província síria de Idlib, em que mais de 80 pessoas foram mortas. O relatório culpa o governo sírio. 

Men ride a motorbike past a hazard sign at a site hit by an airstrike on Tuesday in the town of Khan Sheikhoun in rebel-held Idlib, Syria April 5, 2017 - Sputnik Brasil
ONU acusa governo sírio de ter usado armas químicas em Khan Shaykhun
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse em uma declaração que as opiniões dos especialistas russos não foram levadas em consideração durante a investigação, mesmo que "eles sejam mais objetivos, porque, ao contrário do relatório do Mecanismo, são baseados em leis de física, balística e análise técnica".

"A abordagem seletiva e o desdém pelos padrões da OPAQ jogaram uma macha sobre [o chefe do Mecanismo de Investigação Conjunta, Edmond] Mulet e o relatório apresentado se caracteriza por um baixo nível de profissionalismo, à beira do diletantismo", diz a declaração do ministério. O comunicado concluía ainda acusando o Mecanismo de apresentar conclusões "totalmente insustentáveis".

Pouco antes de o relatório ser apresentado, a Rússia bloqueou um projeto de resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre a extensão do mandato da missão, sugerindo que o prolongamento deve ser discutido somente após o relatório ser avaliado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала