Centenas de suspeitos de integrar o Daesh, foram evacuados pelos EUA de Raqqa, na Síria

© AP Photo / Raqqa Media CenterOs militantes de Daesh na cidade de Raqqa.
Os militantes de Daesh na cidade de Raqqa. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Centenas de suspeitos de integrar o grupo terrorista Daesh, bem como milhares de seus familiares, foram autorizados a deixar a cidade de Raqqa em comboios organizados por forças apoiadas pelos EUA, dias antes da tomada da cidade pelas forças da coalizão, disse o porta-voz da Operação Inherent Resolve, Coronel Ryan Dillon, nesta terça-feira.

Soldado curdo olhando para fumaça depois de ataques aéreos da coalizão em Raqqa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Opinião: EUA estão formando 'centro de poder' alternativo em Raqqa
O porta-voz da coalizão internacional liderada pelos EUA, o Coronel Ryan Dillon, confirmou à BBC de que 250 combatentes do Daesh e milhares de membros de suas famílias, com armas e outros suprimentos, foram removidos para toda a Síria em uma série de comboios organizados pelos EUA, com apoio das Forças Democráticas da Síria (FDS), na tentativa de reduzir o derramamento de sangue nos últimos dias da batalha por Raqqa.

"No decorrer desse procedimento, quatro combatentes estrangeiros foram identificados e detidos pelas Forças Democráticas da Síria", disse Dillon. "Do resto dos 3.500 civis que deixaram Raqqa naquela menos de 300 foram identificados como potenciais combatentes do ISIS [Daesh]".

Como parte do acordo, os homens evacuados precisaram passar por um processo de registo, durante o qual foram colhidos seus dados biométricos, disse Dillon.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала