Coreia do Norte só vai negociar se os EUA cessarem as ameaças

© Sputnik / Iliya Pitalev / Abrir o banco de imagensLíder da Coreia do Norte, Kim Jong-un
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As autoridades da Coreia do Norte não pretendem negociar o seu programa nuclear, enquanto o governo norte-americano continuar com ameaças contra Pyongyang, declarou nesta sexta-feira o representante permanente do país asiático na ONU, Ja Song-nam.

O presidente dos EUA, Donald Trump, durante seu discurso na XXV Cúpula da APEC realizada na cidade de Danang (Vietnã) em 10 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil
Trump: 'A Ásia não pode viver sob a ameaça da ditadura da Coreia do Norte'
"A Coreia do Norte não realizará negociações referentes ao seu armamento nuclear ou seus mísseis balísticos, enquanto a política de agressão e ameaças nucleares dos EUA, endereçadas à Coreia do Norte, não cessem", disse o diplomata, citado pela imprensa russa.

O representante de Pyongyang na ONU acrescentou que o seu país pretende "manter a política do desenvolvimento em duas frentes", promovendo tanto o seu potencial econômico, quanto o nuclear.

Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que a Coreia do Norte não deve testar a paciência de Washington e interpretar a ataul posição norte-americana em relação a Pyongyang como um sinal de fraqueza. 

Trump também afirmou que o continente asiático não pode viver sob o signo da "ditadura" no Coreia do Norte.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала