Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Campanha de Trump pretendia obter dados sobre Clinton com WikiLeaks

© flickr.com / Steve RhodesCaminhão com inscrição "Wikileaks"
Caminhão com inscrição Wikileaks - Sputnik Brasil
Nos siga no
A direção da empresa Cambridge Analytica, que trabalhou para Donald Trump durante as eleições presidenciais de 2016, tentou negociar com o criador do portal WikiLeaks, Julian Assange, a obtenção da correspondência eletrônica de Hillary Clinton, relativa ao período de sua chefia do Departamento de Estado dos EUA.

Ex-candidata democrata à presidência, Hillary Clinton, com seu marido, ex-presidente dos EUA, Bill Clinton, durante a cerimônia de posse de Trump, em 20 de janeiro de 2017 - Sputnik Brasil
Nova 'vítima' de Hillary Clinton: WikiLeaks é filial da inteligência russa
A informação foi divulgada nesta sexta-feira pela agência Associated Press, que citou como fonte o chefe da empresa, Alexander Nix.  

Segundo Nix, ele solicitou ao Assange o acesso à informações sobre Hillary Clinton, mas a sua proposta foi recusada, segundo a agência.

Mais cedo, Assange revelou que a correspondência eletrônica da ex-candidata à presidência e ex-secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, publicada pelo portal WikiLeaks, não foi fruto de ataque cibernético. Julian Assange disse que os e-mails foram disponibilizados pelo próprio Departamento de Estado norte-americano.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала