Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Ameaça russa' abre olho da OTAN para progresso militar da infraestrutura civil europeia

© AFP 2021 / DANIEL MIHAILESCUSoldado do exército norte-americano em uma base aérea na Romênia (foto de arquivo)
Soldado do exército norte-americano em uma base aérea na Romênia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
A OTAN precisa de instalações civis na Europa para cumprir com suas necessidades militares crescentes, disse o secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg, antes de uma reunião em Bruxelas. Trata-se de coordenação com governos nacionais e como o setor privado, adicionou.

Ministros da Defesa de 29 países-membros da OTAN se encontram em Bruxelas para discutir "revisão" estrutural do comando da Aliança. Autoridades mundiais de alto escalão criarão um novo comando de proteção das linhas marítimas entre a América do Norte e Europa, bem como "aprimorarão deslocamento de tropas e equipamento pela Europa".

Stoltenberg acredita que a revisão estrutural da OTAN seja crucial para lidar com a alegada ameaça russa. Assim, para "detenção e defesa coletiva", a Aliança espera que as estradas europeias consigam aguentar rápida mobilização de tanques, artilharia etc.

Tanques M1Abrams da OTAN (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Escudo do Báltico e novo comando: OTAN indica caminhos contra 'ameaça russa'
"Não se trata somente de comandos. Precisamos garantir também que nossas estradas e pontes sejam fortes o bastante para suportar nossos veículos pesados, e que as ferrovias sejam adequadas para o posicionamento rápido de tanques e equipamentos pesados", Stoltenberg disse na terça-feira (7) em uma coletiva de imprensa pré-ministerial. "A OTAN tem exigências militares para instalações civis, e precisamos renovar as exigências para garantir que nossas necessidades militares sejam levadas em consideração."

​A Aliança espera que os governos nacionais e o setor privado cooperem no cumprimento das medidas necessárias, enfatizando "o papel importante" da União Europeia.

Para o secretário-geral da organização, além de continuar com as operações por todo mundo já em ação, é imprescindível garantir coletivamente defesa da Europa.

A Rússia ainda não comentou as novas propostas da Aliança. Contudo, Moscou está preocupada com a atividade da OTAN perto de suas fronteiras.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала