Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Invasores': Síria sobe o tom contra a presença de EUA e Turquia no país

© Sputnik / Aleksei Druzhinin / Abrir o banco de imagensO presidente russo, Vladimir Putin, encontrou o presidente sírio, Bashar Assad, no Kremlin
O presidente russo, Vladimir Putin, encontrou o presidente sírio, Bashar Assad, no Kremlin - Sputnik Brasil
Nos siga no
Um assessor do presidente sírio, Bashar Assad, disse em uma entrevista à TV nesta terça-feira que os Estados Unidos e a Turquia estão ilegalmente em solo sírio e que Damasco tratará ambos como "países invasores".

Ainda segundo Bouthaina Shaaban, o governo sírio não desistirá da cidade de Raqqa, que foi liberada das mãos do Daesh no mês passado pelas Forças Democráticas Sírias apoiadas pelos EUA.

Deir ez-Zor (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Analista: na Síria, EUA patrocinam os terroristas restantes

O assessor de Assad fez relação com a situação em Raqqa ao que aconteceu no Curdistão iraquiano, no norte do país vizinho, algo que "deveria ser uma lição" para as forças curdas.

Ao longo das últimas semanas, Damasco vem denunciando o que chama de "ocupação ilegal" das forças apoiadas pelos EUA em Raqqa. Além disso, o governo sírio disse que Washington patrocinou a construção de instalações militares na área.

As mesmas críticas foram feitas ao governo turco, que por sua vez afirmou que continuará com operações na Síria e no Iraque, países vizinhos, como parte do combate a ameaças terroristas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала