Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Detenções na Arábia Saudita pavimentam caminho para uma política de confronto com o Irã

© REUTERS / MORTEZA NIKOUBAZLMilitares do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (CGRI) marcham durante uma parada militar em homenagem à Guerra Irã-Iraque, de 1980-1988
Militares do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (CGRI) marcham durante uma parada militar em homenagem à Guerra Irã-Iraque, de 1980-1988 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O afastamento de chefes da inteligência saudita e de ministros aumenta o risco de uma guerra com o Irã e a manutenção de preços de petróleo mais altos, disse o ex-oficial do exército dos Estados Unidos, Todd Pierce, à Sputnik.

Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif - Sputnik Brasil
Irã acusa Arábia Saudita de provocar guerra no Oriente Médio
A limpeza política do príncipe herdeiro da Arábia Saudita abre caminhos para uma agenda mais imprudente e pode mergulhar o país em uma guerra com o Irã, explicou Pierce.

"Qualquer um que presta atenção no que está acontecendo pode observar a formação de uma nova coalizão entre os EUA, Israel, Arábia Saudita e seus aliados menores do Conselho de Cooperação do Golfo, menos o Qatar. Eles estão promovendo vigorosamente uma guerra com o Irã", disse Pierce nesta segunda-feira. "A limpeza política faz parte disso…Os preços do petróleo irão subir", alertou o militar.

Pierce afirmou que a política dos EUA, tanto com Trump, quanto com Barack Obama, sempre foi de apoiar a Arábia Saudita contra o Irã.

"Esta agressividade, provocada pelos EUA, é a causa dos preços mais altos e o resultado esperado é uma guerra com o Irã, algo que também aumentará os preços", disse Pierce.

O vice-príncipe herdeiro e ministro da Defesa da Arábia Saudita Mohammad bin Salman - Sputnik Brasil
Especialista: prisões na família real anunciam grandes mudanças na Arábia Saudita
No sábado, o rei saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud emitiu um decreto que estabelece um novo comitê anticorrupção no país, presidido pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. O comitê investiga casos de corrupção e tem poderes para prender suspeitos, além de restringir seus movimentos e congelar suas contas.

Durante o fim de semana, um grupo de funcionários do governo saudita foi detido pelas autoridades no âmbito de um programa anticorrupção lançado por Riad, incluindo 11 príncipes, quatro ministros titulares e dezenas de ex-altos funcionários, segundo a mídia local.

Os preços do petróleo subiram aos seus níveis mais altos nos últimos dois anos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала