Trump explica por que é impossível derrotar exército estadunidense

© REUTERS / Jonathan ErnstDonald Trump saúda militares estadunidenses na base de Yokota, durante sua visita ao Japão no âmbito da sua turnê asiática, em 5 de novembro de 2017
Donald Trump saúda militares estadunidenses na base de Yokota, durante sua visita ao Japão no âmbito da sua turnê asiática, em 5 de novembro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que "nenhum ditador, nenhum regime, nenhuma nação deve subestimar a determinação" dos norte-americanos, que são "os mais corajosos combatentes no mundo".

Neste domingo (5), Trump chegou à base aérea de Yokota, perto de Tóquio e a transmissão do seu discurso foi apresentada no site da Casa Branca.

Presidente dos EUA, Donald Trump, brinca com um bastão de beisebol durante evento na Casa Branca - Sputnik Brasil
Coreia do Norte 'revela ao mundo' a 'verdadeira natureza' de Donald Trump
Antes do discurso, o comandante do contingente americano no Japão, tenente-general Jerry Martinez, entregou a Donald Trump uma jaqueta de piloto, frisando que o presidente "está fantástico de terno, mas falta algo".

Em resposta, Trump perguntou a todos os militares reunidos em frente da tribuna se ele deve vestir o casaco. A pergunta foi recebida com júbilo.

No decorrer da sua intervenção, o líder norte-americano agradeceu muitas vezes aos militares dos EUA por seu serviço, frisou a importância da base de Yokota para a cooperação nipo-americana e como garantia de paz e estabilidade na região e no mundo, bem como expressou seu respeito pelo povo japonês.

"Dominamos no ar, dominamos no mar, dominamos em terra e no espaço. Não apenas porque temos os melhores equipamentos, embora isso seja assim. Mas porque temos algo melhor do que simplesmente equipamentos. Temos as melhores pessoas… Sua fidelidade e competência os tornam o exército mais corajoso na história", afirmou Trump.

O presidente dos EUA frisou que o país "nunca se renderá, nunca cederá e nunca hesitará para proteger seu povo, sua liberdade".

Vladimir Putin e Donald Trump se reúnem pela primeira vez na cúpula do G20 - Sputnik Brasil
Trump diz que espera ajuda de Putin para resolver conflito com Coreia do Norte
"Nenhum ditador, nenhum regime, nenhuma nação deve subestimar a determinação dos EUA. Por vezes, no passado, nos subestimaram. Para eles isso não foi muito agradável, não é?", ironizou.

O presidente norte-americano chegou ao Japão no âmbito da sua turnê asiática. Espera-se que hoje Trump se reúna com o premiê japonês, Shinzo Abe, durante um almoço de trabalho, e depois jogue golfe com ele. Ademais, Trump visitará a Coreia do Sul, a China, o Vietnã e as Filipinas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала