Cientistas descobrem nova espécie de orangotango surgida há 3 milhões de anos

Nos siga noTelegram
Através da análise do genoma de 37 orangotangos de vários habitats, um grupo internacional de cientistas confirmou a existência de uma nova espécie de orangotango.

A espécie, batizada de Pongo tapanuliensis, vive apenas em uma floresta na região de Batang Toru, na ilha indonésia de Sumatra, lê-se no artigo publicado na revista Current Biology. Existem apenas 800 indivíduos dessa espécie.  

Até agora os cientistas distinguiam apenas duas espécies desse grande macaco: o de Sumatra (Pongo abelii), e o da ilha de Borneo (Pongo pygmaeus). Entretanto, a análise genética e o estudo comparativo dos crânios destes primatas permitiram aos pesquisadores concluir que se trata de uma terceira espécie, que supostamente ficou isolada dos antepassados das outras duas espécies há cerca de 3,38 milhões de anos. Paradoxalmente, a espécie recentemente descoberta é a mais antiga das três.

O primeiro ictiossauro da era Jurássica encontrado em território indiano - Sputnik Brasil
Na Índia é descoberto fóssil de 'monstro' jurássico com sua 'comida' favorita (FOTO)
As características que distinguem o Pongo tapanuliensis são o tamanho do crânio, um pouco menor, e um pelo mais encaracolado, cobrindo mais zonas da cabeça.

Atualmente, a ciência distingue seis espécies de macacos antropomorfos: os orangotangos de Borneo e Sumatra, o gorila-de-montanha, o gorila-do-ocidente, o chimpanzé e o bonobo.

Os orangotangos, que vivem apenas na Indonésia, estão ameaçados de extinção.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала