Puigdemont: 'impossível' chegar a uma decisão com governo espanhol nas atuais condições

© REUTERS / Albert GeaChefe do governo da Catalunha, Carles Puigdemont
Chefe do governo da Catalunha, Carles Puigdemont - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, realizou uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (31), em Bruxelas, e afirmou que não está na Bélgica para pedir asilo político.

O ex-presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, declarou nesta terça-feira (31) que é impossível tomar uma decisão com o governo espanhol sobre o referendo nas condições atuais.

Parlamento da Catalunha (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Parlamento da Catalunha reconhece decisão de Madri de dissolvê-lo
"O poder executivo do governo adotou um plano de trabalho em que a prioridade foi dada à prevenção da violência e à segurança. Se o governo espanhol quiser usar a violência como base para suas ações, será impossível envolver a Catalunha nessa", disse Puigdemont. 

"Não podemos aceitar o cenário em que o projeto de independência é rejeitado", acrescentou.

Na última sexta-feira, Madri dissolveu o Parlamento da Catalunha e anunciou, em 21 de dezembro, a realização de eleições na região autônoma da Espanha. O próprio Puigdemont não desistiu e pediu uma "oposição democrática" ao artigo 155 da Constituição, que prevê a restrição a autonomia da Catalunha. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала