Senador russo: caso os russos abandonem Síria, o farão com consciência limpa

© Foto / Ministério da Defesa da RùssiaDia-a-dia na Base Aérea da Rússia na Síria (foto de arquivo)
Dia-a-dia na Base Aérea da Rússia na Síria (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia afirmou que já cumpriu praticamente seus objetivos principais na operação síria. Por sua vez, em entrevista ao serviço russo Rádio Sputnik, o deputado russo Franz Klintsevich frisou que os militares russos não abandonarão a Síria sem levar o assunto até o fim.

Militante da Frente al-Nusra com a bandeira do grupo na província de Idlib, Síria - Sputnik Brasil
Frente al-Nusra possui armas químicas na província síria de Idlib, diz agência
De acordo com o chefe do comitê parlamentar da Defesa russo, Vladimir Shamanov, a Rússia praticamente já cumpriu todos seus objetivos na operação militar na Síria.

Além do mais, nesta segunda-feira (30), o jornal russo Kommersant, citando fontes militares e diplomáticas, informou que a Rússia pode diminuir sua presença militar no país árabe. Contudo, o Ministério da Defesa da Rússia desmentiu que tenha planos de reduzir o contingente militar russo na Síria.

O vice-chefe da Comissão de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Franz Klintsevich, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, opinou que as Forças Armadas da Rússia não abandonarão a Síria sem cumprir completamente todas suas tarefas.

O presidente russo, Vladimir Putin, em encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em dezembro de 2014 - Sputnik Brasil
Putin e Erdogan concordam em intensificar luta antiterrorista na Síria
"Mesmo que abandemos a Síria, vamos fazê-lo com a consciência limpa. É claro que ainda nem todas as tarefas foram cumpridas, contudo, mesmo que haja uma pequena redução, isto não significa que não levaremos o assunto até o fim. Vamos levar a operação até o fim, deixaremos lá a quantidade necessária de forças e meios. Por exemplo, deixaremos lá duas bases. E, claro, o mais importante que as Forças Armadas russas fizeram foi proporcionarem às Forças Armadas da Síria oportunidades, as terem preparado física e moralmente, o que faz com que agora elas sejam capazes de cumprir de forma independente suas missões", ressaltou Klintsevich.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала