Mídia: Rússia tem míssil que pode destruir Grã-Bretanha ou Texas em um ataque devastador

© Sputnik / Vasiliy Batanov / Abrir o banco de imagensLançamento de um míssil russo
Lançamento de um míssil russo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A mídia ocidental descreveu com inquietação as capacidades do novo míssil balístico intercontinental Sarmat, informa o Rossiyskaya Gazeta.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail este míssil é capaz de transportar 12 ogivas nucleares, superar qualquer defesa e destruir completamente países inteiros. A publicação dá o exemplo seguinte: com um único ataque devastador, o míssil pode destruir a Grã-Bretanha ou o estado do Texas.

Sistema de lançamento de míssil balístico intercontinental Topol-M durante o ensaio para a parada militar no polígono de Alabino, região de Moscou, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Sucesso: Rússia testa míssil balístico intercontinental com ogiva experimental (VÍDEO)
Também se comunica que o míssil foi desenvolvido desde 2009 e agora já está pronto para passar os testes e poderá ser entregue ao exército já em 2020.

O Daily Mail, citado pelo Rossiyskaya Gazeta, acrescenta que o míssil é capaz de levar ogivas de 40 megatons de potência, o que é 2 mil vezes mais que a das bombas nucleares lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki em 1945.

A edição turca Yeni Akit classifica o míssil russo como "assustador" e "louco". A publicação afirma que o míssil da nova geração Sarmat pode destruir completamente um território do tamanho da França.

A Rússia realizou o teste do seu míssil RS-28 Sarmat na noite de quinta (26), segundo anunciou o Ministério da Defesa do país.

O míssil foi lançado do cosmódromo de Plesetsk e sobrevoou uma distância de 5,8 mil km antes de alcançar o alvo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала