- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Obstruir para mobilizar: oposição revela como combaterá Temer para aceitação de denúncia

© Beto Barata/PRTemer participa de Cerimônia de Assinatura de Atos em Prol das Mulheres
Temer participa de Cerimônia de Assinatura de Atos em Prol das Mulheres - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A oposição decidiu obstruir a votação desta quarta-feira na Câmara dos Deputados, na qual o plenário deverá autorizar (ou não) o Supremo Tribunal Federal (STF) a apreciar a denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria da Presidência).

O trio de peemedebistas foi denunciado pelos crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça.

A revelação da tática oposicionista foi feita em entrevista exclusiva do deputado federal Ênio Verri (PT-PR) à Sputnik Brasil.

Temer se reúne com núcleo institucional para tratar da crise prisional do país - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Planilha mostra R$ 1 milhão que teria sido pago pela JBS a Temer, diz revista

"Decidimos obstruir a votação como forma de mobilizar a sociedade brasileira para os gravissimos fatos que estão acontecendo no país e que representam uma verdadeira ameaça à democracia. Nós, os deputados oposicionistas, participamos de um ato de protesto no Salão Verde do Congresso enquanto a sessão transcorria na manhã de hoje [quarta-feira]. Pretendemos adiar a votação em, pelo menos, dez dias para que a sociedade perceba e se conscientize da importância do que está em jogo", disse Verri.

Na opinião do petista, é preciso que o país perceba o custo da manutenção de Temer na Presidência da República. E a falta de quórum é uma das armas que a oposição pretende usar.

"A permanência de Michel Temer no governo está custando muito caro ao Brasil. Também decidimos que não registraremos a presença em plenário, de modo que, acreditamos, não será possível atingir o quórum qualificado de 342 deputados (2/3 da Câmara) para que possa haver a votação. Seguimos mobilizados e pretendemos que toda sociedade se una a nós", concluiu.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала