Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA impõem 'sanções mais severas da história' contra Coreia do Norte

© REUTERS / KCNA Lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-12 (29 de julho, 2017)
Lançamento do míssil balístico intercontinental Hwasong-12 (29 de julho, 2017) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os legisladores da Câmara de Representantes dos EUA aprovaram as "sanções mais severas da história" contra Pyongyang, destinadas a restringir o acesso do país asiático aos mercados financeiros mundiais.

Líder norte-coreano Kim Jong-un com destacamento tanquista do exército da Coreia do Norte (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
'Caro' Kim Jong-un ou quanto custa assustar a Coreia do Norte
O projeto de lei recebeu o nome do estudante estadunidense Otto Warmbier, que faleceu em junho desse ano depois de ter sido repatriado da Coreia do Norte onde ficou preso por um ano e meio.

A Lei de Sanções Nucleares Otto Warmbier, elaborada contra Coreia do Norte, foi aprovada na Câmara de Representantes dos EUA na terça-feira (24) com 415 votos a favor e apenas dois contra.

Tal medida legislativa foi designada para "impor sanções de maior alcance jamais dirigidas contra Coreia do Norte", comunica o republicano Andy Barr, quem representou a iniciativa.

Algas (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Que 'arma' inédita está Pyongyang desenvolvendo para sobreviver às sanções?
As sanções têm como objetivo intensificar a pressão econômica sobre Coreia do Norte como resposta a seu programa nuclear e de mísseis. A Lei Otto Warmbier proíbe que qualquer instituto estrangeiro que realiza negócios ou coopera com Coreia do Norte faça negócios com empresas estadunidenses.

"Nomear esta legislação em homenagem a Otto Warmbier não o trará de volta a vida, mas recordará ao mundo que não se pode ganhar nada, mas, sim, perder tudo se trabalhar com um regime tão malvado", declarou o líder da maioria da Câmara, Kevin McCarthy, despois de os legisladores terem aprovado o projeto de lei.

Em março de 2016, o estudante norte-americano de 22 anos Otto Warmbier foi acusado de crimes contra a Coreia do Norte e condenado a 15 anos de prisão com trabalhos forçados por ter roubado um cartaz com um lema político de um hotel onde ele estava alojado como turista.

O jovem foi transportado aos EUA em 13 de junho deste ano com "grave lesão neurológica" e morreu pouco depois.

B-61, a bomba nuclear mais antiga no arsenal dos EUA - Sputnik Brasil
Ataque preventivo dos EUA não destruiria armas nucleares da Coreia do Norte, diz analista
De acordo com os resultados revelados da autópsia realizada pelo Gabinete de Medicina Legal da cidade de Hamilton (Ohio, EUA), o jovem morreu devido a uma deficiência crônica de oxigênio e sangue no cérebro.

Por sua vez, os pais de Otto denunciaram que, durante a permanência de seu filho no país asiático, este teria sido torturado sistematicamente. Esta acusação foi reafirmada por Donald Trump.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала