Poluição mata mais que guerras, desastres naturais e fome

© AP Photo / Andy WongUma mulher de máscara para a proteção contra a poluição do ar anda em uma ponteem Beijing enquanto a capital de China é encoberta pela fumaça pesada na terça-feira, dezembro 20, 2016
Uma mulher de máscara para a proteção contra a poluição do ar anda em uma ponteem Beijing enquanto a capital de China é encoberta pela fumaça pesada na terça-feira, dezembro 20, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A poluição ambiental - desde o ar imundo até águas contaminadas - está matando mais pessoas a cada ano do que a guerra e a violência no mundo. Mais que tabagismo, fome ou desastres naturais. Mais do que a AIDS, tuberculose e malária combinadas. A informação é de uma pesquisa publicada no periódico The Lancet.

Enchente no estado da Virgínia Ocidental - Sputnik Brasil
Decisão de Trump sobre Acordo de Paris pode deixar Nova York embaixo d’água, diz estudo
Uma em cada seis mortes prematuras no mundo em 2015 — cerca de 9 milhões — pode ser atribuída a doenças causadas pela exposição tóxica, de acordo com a pesquisa. 

Esta é a primeira vez que os dados de mortes causadas por diversos tipos de poluição são reunidos em um só local. 

"A poluição é um enorme problema que as pessoas não estão vendo porque estão olhando para partes dispersas", disse um dos autores da pesquisa, o epidemiologista Philip Landrigan, em entrevista à Associated Press.

O número de 9 milhões mortes prematuras é, ainda, um número que pode aumentar, afirmam especialistas. Ainda faltam pesquisas e metódos para medir de forma precisa o número de mortes causadas pela poluição. Áreas como a África Subsaariana sequer têm sistemas de monitoramento da qualidade do ar e a poluição do solo recebe pouca atenção.

As regiões mais perigosas são a Ásia e a África, enquanto a Índia é o país mais perigoso — indicou o estudo.

Uma mulher de máscara para a proteção contra a poluição do ar anda em uma ponteem Beijing enquanto a capital de China é encoberta pela fumaça pesada na terça-feira, dezembro 20, 2016 - Sputnik Brasil
Apocalipse chinês: fumaça de poluição abundante rasteja por Pequim (VÍDEO)
Uma em cada quatro mortes prematuras na Índia em 2015, ou cerca de 2,5 milhões de pessoas, foi atribuída à poluição. A China é o segundo local mais perigoso, com 1,8 milhão de mortes prematuras causadas pela poluição, 25% do total de mortes prematuras. 

Vários outros países, como Bangladesh, Paquistão, Coreia do Norte, Sudão do Sul e Haiti, também registram o mesmo cenário chinês: 25% das mortes prematuras são causadas pela poluição.

Os 9 milhões de mortes prematuras causadas pela poluição representam um número 150% maior que os óbitos causados pelo cigarro e 300% maior que o número de mortos pela AIDS, malária e tuberculose juntas. A quantidade de vítimas causadas pela poluição é, também, 15 vezes maior que o número de fatalidades registradas em todas as guerras do mundo. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала