Especialista: sistema Iskander-M se torna mais relevante devido à ameaça nuclear

© Sputnik / Pavel Lisitsin / Abrir o banco de imagensSistemas de mísseis Iskander durante o ensaio da Parada de Vitória, Ekaterinburgo, Rússia
Sistemas de mísseis Iskander durante o ensaio da Parada de Vitória, Ekaterinburgo, Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O sistema de mísseis Iskander-M pode fazer frente até a uma ameaça nuclear, o que é importante à luz do conflito na península da Coreia e das ações dos EUA, disse o presidente do Comité de Defesa e Segurança do Conselho da Federação, Viktor Bondarev.

Sistema de mísseis Iskander, foto de arquivo - Sputnik Brasil
'Iskander é um problema para todos sistemas antiaéreos e antimísseis'
Segundo Bondarev, o Iskander-M é um sistema sem precedentes que pode deter um ataque em grande escala do inimigo. "Esse complexo não tem análogos no mundo", disse.

"Suas mobilidade, precisão e potência permitem enfrentar até uma ameaça nuclear, o que é particularmente importante no contexto dos recentes acontecimentos na península da Coreia e da reação dos EUA. Acho que o desenvolvimento ativo dos complexos tático-operacionais russos é um fator importante de contenção", disse Bondarev.

Ele acrescentou que, tendo em conta a situação geopolítica difícil e o agravamento das relações internacionais, a defesa nacional está se tornando cada vez mais importante. "O desenvolvimento dos novos sistemas de defesa antimíssil e antiaérea russos contribuiu não apenas para a segurança da Rússia, mas também para a de todo o mundo", concluiu ele.

Lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Coreia do Norte ameaça EUA com ataque 'inimaginável' em momento 'inesperado'
No início da semana, o chefe do polígono russo Kapustin Yar, na província de Astrakhan (parte sul da Rússia), Oleg Kislov, informou sobre os testes de um novo míssil para o sistema de mísseis tático-operativos Iskander.

O sistema de mísseis Iskander-M foi entregue para o exército russo pela primeira vez em 2013 e se destina a eliminar mísseis, foguetes, artilharia de longo alcance, bem como postos de comando, aviões e helicópteros em uma distância de várias centenas de quilômetros. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала