Cooperação entre Moscou e Pyongyang será realizada de acordo com resolução da ONU

© Sputnik / Ilia PitalevPyongyang, capital norte-coreana
Pyongyang, capital norte-coreana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A cooperação econômico-comercial entre Moscou e Pyongyang será realizada em conformidade com a resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas, disse o ministro de Desenvolvimento do Extremo-Oriente, Aleksandr Galushka.

Vice-ministro das Relações Exteriores do Japão, Shinsuke Sugiyama (à esquerda), aperta a mão do vice-secretário de Estado dos EUA, John Sullivan (à direita), durante reunião em Tóquio, em 16 de outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Estados Unidos estão se preparando para 'o pior' em relação à Coreia do Norte
"Este tipo de cooperação [econômico-comercial] será realizada de acordo com a resolução do Conselho de Segurança da ONU e o decreto do presidente Vladimir Putin", disse Galushka à Sputnik no âmbito do XIX Festival Mundial de Juventude e Estudantes na cidade russa de Sochi.

Ele acrescentou que "o decreto do presidente [Vladimir Putin] vem implementar a resolução do Conselho de Segurança da ONU. A Rússia, como membro da comunidade internacional e país que votou a favor dessa resolução, cumpriu seus compromissos".

"Além da resolução do Conselho de Segurança da ONU, temos que aprovar um ato interno, uma decisão interna e um documento interno. Ontem esse documento foi publicado, é o decreto do presidente que está em conformidade com a resolução", explicou Galushka.

Míssil sul-coreano Hyunmoo - Sputnik Brasil
Lugar mais seguro para se esconder no caso de ataque norte-coreano fica na América Latina
Quanto às provocações nucleares e de mísseis realizadas no território da península coreana, o político sublinhou que "elas não contribuem de forma alguma para o desenvolvimento dos laços econômico-comerciais" entre dois países.

Em 16 de outubro o presidente russo, Vladimir Putin, cumprindo a resolução do Conselho de Segurança da ONU, assinou o decreto sobre medidas que impõem uma série de restrições à Coreia do Norte no campo do comércio, economia, finanças, ciência e tecnologia. 

No dia 11 se setembro o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou, por unanimidade, a adoção de novas sanções contra a Coreia do Norte, em resposta a um teste nuclear realizado por Pyongyang.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала