França e Austrália se unem para mudar situação preocupante no leste da Antártida

© AP Photo / John WellerPinguim-imperador
Pinguim-imperador - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na segunda-feira (16), delegados franceses e australianos da Comissão da Conservação dos Recursos Marítimos Vivos da Antártida (CCAMLR, na sigla em inglês) iniciaram campanha de criação de uma zona marítima protegida perto da costa leste da Antártida.

Antártida - Sputnik Brasil
Gigantesco buraco inexplicável aparece na Antártida (FOTO)
O alvo desses esforços é prevenir que a região seja explorada de maneira insustentável, mais especificamente devido à prática de pesca na região. Espera-se que oficiais dos continentes da Europa e da Oceania liderem a proteção de uma área de mais de um milhão de quilômetros quadrados, comunica a agência France-Presse.

Os pinguins-de-adélia, pinguins-imperadores, focas-leopardo, bacalhau-da-Antártida, orcas e camarões constituem maior parte do ecossistema marítimo da Antártida.

Em particular, na região de D’Urvill Sea-Mertz será proibida a pesca em conformidade com a agenda proposta. Vale destacar que a pescaria humana reduziu a comida para os pinguins-de-adélia na estação de estudos antárticos da França, obrigado pinguins adultos a nadar mais longe em busca de comida. Muitas fêmeas da espécie em questão morreram por causa disso.

Iceberg gigantesco A-68 que se separou da geleira Larsen na Antártida em julho de 2017 - Sputnik Brasil
Com fim da noite polar, NASA detecta iceberg gigante na Antártida
"A morte de tantos pinguins-de-adélia mostra quão difícil pode ser a vida na Antártida", disse Chris Johnson, gerente do programa antártico do Fundo Mundial para a Natureza. "A última coisa que estes pinguins precisam é de mais pressão", lamentou Johnson, adicionando ser "crucial que a comissão feche a área marítima protegida no leste da Antártida para assegurar o futuro dos pinguins-de-adélia e de outros animais fascinantes e biodiversidade marítima."

A Comissão de Conservação dos Recursos Marítimos Vivos da Antártida vai se reunir antes de 27 de outubro em Hobart, capital da ilha australiana de Tasmânia. Todos os 24 membros e a União Europeia devem com unanimidade assinar qualquer proposição quanto ao assunto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала