Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Lugar mais seguro para se esconder no caso de ataque norte-coreano fica na América Latina

Nos siga no
A emissora australiana ABC News criou um mapa interativo para calcular que partes do mundo correm risco no caso de um ataque por parte da Coreia do Norte.

Vice-ministro das Relações Exteriores do Japão, Shinsuke Sugiyama (à esquerda), aperta a mão do vice-secretário de Estado dos EUA, John Sullivan (à direita), durante reunião em Tóquio, em 16 de outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Estados Unidos estão se preparando para 'o pior' em relação à Coreia do Norte
No âmbito das ameaças recentes da Coreia do Norte de que a Austrália enfrentará uma "catástrofe" se continuar apoiando as políticas dos Estados Unidos, a emissora ABC News revisou no seu site o alcance dos mísseis norte-coreanos e fez um infográfico interativo.

Qual seria o lugar mais seguro do mundo se a Coreia do Norte lançasse um ataque potente? De acordo com as estimativas da ABC News, "o único continente que seria em grande parte seguro seria a América do Sul".

Em um hipotético ataque realizado através de veículos de lançamento espacial, os mísseis norte-coreanos poderiam cobrir uma distância de 15 mil quilômetros em sua configuração de três etapas, informou o canal. Nessas circunstâncias, o ponto mais distante de Pyongyang seria  Mar del Plata, na Argentina.

Exército Popular da Coreia apresenta, em desfile, complexos de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nova ameaça: Coreia do Norte pode estar preparando novo lançamento de míssil
Entretanto, a ABC News sublinhou que é improvável que o alcance dos mísseis em questão seja tão grande se transportarem uma ogiva, que é uma carga bastante pesada, e que "eles só foram testados com satélites relativamente leves".

Além disso, a preparação para o lançamento de mísseis tão potentes levaria muitos dias, o que "dá tempo aos adversários para se prepararem e possivelmente interceptarem os mísseis, por isso é altamente improvável que eles sejam usados como mísseis ofensivos".

Os especialistas do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) estimam que o único míssil de Pyongyang capaz de atingir um alcance máximo de 15 mil quilômetros é o míssil balístico de três etapas Taepodong-2. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала