'Comerciante de guerra e estrangulador da paz': Pyongyang mantém guerra verbal com EUA

© AP Photo / KCNALíder da Coreia do Norte, Kim Jong-un
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Washington está usando a venda de armas para dominar o mundo, acusa a Coreia do Norte.

Lançamento de mísseis na Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Resposta forte: Pyongyang ameaça Washington com 'chuva de fogo'
Os norte-coreanos continuam a guerra de palavras com os EUA. Desta vez, Pyongyang acusou Washington de provocar tensões na península de Coreia com o objetivo de obter lucros com a venda de armas para os seus aliados na região. 

"Estão trabalhando arduamente para engordar os seus monopólios de armamento e provocar um desequilíbrio de forças e uma confrontação militar em várias regiões através da venda de armas", diz um comentário publicado no jornal norte-coreano Rodong Sinmun, citado pela agência central estatal norte-coreana KCNA.

Apesar de que o comércio de armas é uma prática internacional comum, os EUA estão abusando desta atividade "para além dos fins comerciais, para alcançar a dominação mundial". O jornal classificou o presidente daquele país, Donald Trump, como "comerciante de guerra e estrangulador da paz".

"A intenção é criar uma situação altamente volátil na península e obter dinheiro vendendo armas e equipamento fabricados nos EUA às forças vassalas", afirma o comentário da KCNA. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала