Opinião: EUA farão todo possível para impedir fornecimento de armas russas a Riad

© Sputnik / Mikhail Voskresensky / Abrir o banco de imagensSistema de defesa antiárea russo S-400 Triumf, região de Moscou, Rússia
Sistema de defesa antiárea russo S-400 Triumf, região de Moscou, Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia se torna cada vez mais respeitada no Oriente Médio, enquanto os EUA estão perdendo as suas posições, afirma especialista.

Rei saudita, Salman bin Abdulaziz al Saud, chega à capital russa, em 5 de outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Arábia Saudita 'joga em dois campos' ao aproximar-se de Moscou?
A Rússia e a Arábia Saudita pretendem fechar em breve o contrato de fornecimento de sistemas de mísseis russos S-400. O cientista político-militar russo, Oleg Glazunov, disse ao serviço russo da Rádio Sputnik que o interesse da Arábia Saudita pelas armas russas não seria uma surpresa, mas duvida que ela consiga realizar seus planos.

Ele sublinhou que o interesse pela Rússia e suas armas estão aumentando, depois da operação bem-sucedida das Forças Armadas russas na Síria, os países do Oriente Médio entenderam que as armas russas são melhores do que as dos EUA.

"O sistema de defesa aérea russo S-400 é o melhor do mundo, os sistemas norte-americanos Patriot se tornaram obsoletos. Entretanto, os norte-americanos não permitirão que seu parceiro e aliado no Oriente Médio compre as armas russas. Os EUA farão todo possível para que a Arábia Saudita compre apenas armas de produção norte-americana", diz Glazunov.

Entretanto, o especialista sublinhou que nada dura para sempre. A Rússia se torna cada vez mais respeitada na região, enquanto os EUA estão perdendo as suas posições. Por isso, é provável que no futuro a Rússia forneça suas armas à Arábia Saudita, concluiu ele.

Sistema de mísseis anitaéreos S-400 - Sputnik Brasil
Moscou confirma próxima compra de mísseis S-400 por Riad
Anteriormente, foi declarado que a Rússia e a Arábia Saudita acordaram o fornecimento de sistema S-400, assim como de complexos de mísseis antitanque Kornet-EM, sistemas de lança-foguetes múltiplos pesados TOS-1 Buratino, lança-granadas AGS-30 e fuzis AK-103 da classe Kalashnikov.

O Kremlin sublinha que a cooperação entre a Rússia e a Arábia Saudita no domínio da defesa não é dirigida contra países terceiros, mas pretende, sim, garantir a "estabilidade no mundo e na região".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала