Para Polônia, criação de ciberexército é apenas um meio de justificar gastos?

CC0 / pixabay / Cyber segurança
Cyber segurança - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Polônia gastará $US 547 milhões ($R 1,7 bilhões) com a criação de um "ciberexército", comunica a mídia local. Em entrevista ao serviço russo de Rádio Sputnik, o especialista em ciências políticas Pavel Svyatenkov não descartou a possibilidade de os gastos com o orçamento militar polonês poderem crescer.

Tropas americanas pousam de paraquedas no campo militar de Torun, perto da Polônia, em 7 de junho de 2016 durante os exercícios militares da OTAN Anakonda-16. - Sputnik Brasil
Militar aposentado: EUA querem deslocar centro de gravidade para Polônia e países bálticos
O ministro da Defesa da Polônia, Antoni Macierewicz, anunciou sobre a criação de tropas especiais para lutar contra ameaças no ciberespaço. Foi isso que o ministro afirmou durante o fórum Сybersec 2017 que tem lugar na cidade polonesa de Cracóvia, informa a edição Dziennik.pl.

As autoridades planejam alocar ao projeto 2 bilhões de zloty ($R 6,3 bilhões). O corpo do "ciberexército" contará com um milhar de pessoas. O ministro justificou a criação desse tipo de exército inclusive com a ameaça por parte da Rússia.

"Os grupos de pessoas realizam campanhas de informação em massa, ou será melhor dizer, de desinformação", afirmou Macierewicz, acusando os hackers russos de tentar afetar o referendo sobre a independência da Catalunha.

"Nós percebemos o quanto a responsabilidades da Polônia é importante, levando em conta que o país desempenha um papel-chave no flanco oriental da OTAN", acrescentou ele.

Veículos seguem para Polônia pelo território da Alemanha no âmbito da operação Atlantic Resolve (Resolução Atlântica) - Sputnik Brasil
Polônia indica quantos militares norte-americanos precisa para se sentir segura
Políticos norte-americanos e europeus afirmaram repetidamente que Moscou usa hackers visando afetar a política de países ocidentais. Em particular, a Rússia foi acusada de interferir nas eleições presidenciais nos EUA e na França. Por sua vez, as autoridades russas desmentiram essas acusações, as qualificando de infundadas.

"Ameaça russa" é um pretexto cômodo a fim de justificar os gastos. Isso, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, opinou o especialista em ciências políticas Pavel Svyatenkov.

"É apenas um pretexto. Agora muitos países grandes estão criando tropas de cibersegurança, são estruturas que devem repelir ameaças no ciberespaço. Trata-se não apenas de superpotências, como Rússia e EUA, mas também de estados relativamente pequenos como a Polônia. Só que as autoridades polonesas e seu Ministério da Defesa têm que justificar por que eles gastam dinheiro dos contribuintes com esses objetivos. E aí, a propagandeada ideia da 'ameaça russa' vem em sua ajuda, pois isso significa que tudo se faz a fim de se protegerem de hackers russos. É provável que dentro dessa linha o orçamento militar vá aumentar no futuro próximo", ressaltou Svyatenkov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала