Polícia nega uso de força em manifestação em São Petersburgo, Rússia: não há presos

© Sputnik / Aleksey DanichevPolícia de São Petersburgo detêm manifestantes
Polícia de São Petersburgo detêm manifestantes - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A tropa de choque afirmou não ter precisado recorrer ao uso de força durante a manifestação não autorizada neste sábado em São Petersburgo, segundo um comunicado publicado na página oficial da Guarda Nacional da Rússia de São Petersburgo na rede social VK.

Presidente russo Vladimir Putin durante a Linha Direta no estúdio no complexo Gostiny Dvor, no centro de Moscou, perto do Kremlin, Moscou, Rússia, 14 de abril de 2016 - Sputnik Brasil
Você conhece bem Vladimir Putin?
O a mensagem explica que, no sábado, a imprensa divulgou informações sobre o uso de força por policias do batalhão de choque contra manifestantes em São Petersburgo, deixando feridos. 

"Os policiais do batalhão de choque da Guarda Nacional da Rússia em São Petersburgo e na região de Leningrado realmente, em conjunto com a policia local, garantiram a ordem, durante a manifestação não autorizada, realizada hoje. No entanto, os policiais do choque não realizaram detenções, não recorreram ao uso da força, nem utilizaram meios especiais de dispersão", informou o comunicado.

Dessa forma, destacou a Guarda Nacional, a informação de danos físicos, provocados por policiais, não procedem.

Este sábado, em São Petersburgo, cerca de 1,8 mil pessoas realizaram uma passeata na cidade, protestando contra o governo, aproveitando o aniversário do presidente do país, Vladimir Putin.

A polícia municipal revelou ter detido 38 pessoas por impedir o tráfego de automóveis. Todos foram liberados em seguida, após receber uma advertência.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала