Coreia do Norte: 'ocupada pelos EUA', Coreia do Sul é base para guerra nuclear

© AP Photo / Ministério da Defesa da Coreia do SulLançamento do míssil balístico de curto alcance sul-coreano Hyunmoo II durante as manobras conjuntas dos EUA e Coreia do Sul
Lançamento do míssil balístico de curto alcance sul-coreano Hyunmoo II durante as manobras conjuntas dos EUA e Coreia do Sul - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um comitê da Coreia do Norte defendeu nesta sexta-feira que os Estados Unidos ponham um fim a sua "dominação por sete décadas" da Coreia do Sul, desde o armistício na Península da Coreia em 1953, informou a agência sul-coreana Yonhap.

O Comitê Nacional de Paz da Coreia atacou o tratado entre Washington e Seul que permitiu a permanência de tropas estadunidenses em solo sul-coreano nos últimos 64 anos, o que a entidade chamou de um "documento de guerra agressivo e traidor".

Segundo informações divulgadas nesta sexta-feira pela agência estatal norte coreana KCNA, tal acordo entre os dois países permitiu a continuidade de manobras conjuntas entre os dois países, o que Pyongyang reiteradas vezes disse considerar uma ameaça à sua soberania.

Material bélico da Coreia do Norte mostrado durante o desfile militar - Sputnik Brasil
Político norte-americano: Trump parece não saber como lidar com Coreia do Norte nuclear

Tal acerto entre EUA e Coreia do Sul é um "símbolo da ocupação militar norte-americana da Coreia do Sul" e isso reduziu o Sul da península em "uma base avançada para uma guerra nuclear", entre outras coisas, de acordo com a KCNA.

Além disso, o comitê destacou que o povo sul-coreano não pode escapar da tragédia de uma guerra nuclear enquanto a ocupação militar dos EUA na Coreia do Sul continuar, já que a Guerra da Coreia (1950-1953) terminou em um cessar-fogo, e não em um tratado de paz.

Tanto Seul quanto Washington já afirmaram em várias oportunidades que as manobras conjuntas prosseguirão, e que a aliança será mantida. Por outro lado, o governo sul-coreano vem resistindo às pressões internas para que persiga armas nucleares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала