Famoso investidor norte-americano: fim do mundo está mais próximo do que pensamos

© AFP 2022 / STRJim Rogers
Jim Rogers - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Apesar dos furacões devastadores e terríveis terremotos que abalaram o Caribe e o México, o famoso investidor Jim Rogers diz que o pior neste mundo ainda está para vir.

Não obstante as últimas "catástrofes" no mundo, ainda estamos longe de um verdadeiro fim, afirma o famoso investidor, viajante e escritor norte-americano Jim Rogers, consultado pelo The Street.

Um retrato do hipotético colapso entre um asteroide e a Terra - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Brasileiros entram na zoeira com o fim do mundo anunciado por 'cientista russo'
Embora durante a última Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente Trump tenha ameaçado "destruir totalmente a Coreia do Norte", apesar dos furacões devastadores e terríveis terremotos que abalaram o Caribe e o México, o famoso investidor Jim Rogers diz que o pior neste mundo ainda está para vir.

"Ainda não fomos testemunhas do fim do mundo, porque o mercado continua atingindo máximos históricos", disse o investidor e autor mais vendido em uma nova entrevista.

No entanto, o fim de tudo pode chegar mais cedo do que pensamos, advertiu Rogers.

"Talvez comece este ano ou no seguinte… e vai ser o pior na sua vida e na minha", disse o empresário.

O atual mercado vai acabar mal, segundo Rogers, que avisa que a próxima crise financeira vai ser pior ainda.

Os únicos sobreviventes serão os investidores que sabem o que estão fazendo. "E a maneira de se proteger é investir na matéria que conhece bem", resumiu Rogers.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала