- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

23 ganhadores do Prêmio Nobel pedem em carta a Temer o fim dos cortes na ciência

© REUTERS / Adriano MachadoMichel Temer durante uma cerimônia no Planalto em 1 de agosto de 2017
Michel Temer durante uma cerimônia no Planalto em 1 de agosto de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em carta endereçada ao presidente Michel Temer (PMDB), 23 ganhadores do Prêmio Nobel pediram o fim dos cortes no orçamento de ciência e tecnologia.

As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Temer pronunciamento na TV - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
'Show do Milhão': Temer abre cofres públicos para barrar segunda denúncia na Câmara
A missiva cita o corte de 44% do orçamento do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e outra possível redução de 15,5% em 2018.

O grupo de cientistas afirma que os cortes orçamentários resultarão na "fuga de cérebros". A carta ainda afirma que outros países em crise econômica fizeram cortes orçamentários de 5% a 10%, e que ""um corte de mais de 50% é impossível de ser acomodado, e irá comprometer seriamente o futuro do país".

A redução orçamentária para a ciência brasileira já foi divulgada em periódicos de prestígio como a Nature.

Confira a íntegra da carta

"Vossa excelência Presidente Michel Temer,

Nós, os assinados abaixo ganhadores do prêmio Nobel, estamos escrevendo para expressar nossa forte preocupação sobre a situação da Ciência e Tecnologia no Brasil. O orçamento para pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações sofreu um corte de 44% em 2017, e um novo corte de 15,5% é esperado para 2018. Isso vai prejudicar o país por muitos anos, com o desmantelamento de grupos internacionalmente renomados e uma 'fuga de cérebros' que irá afetar os melhores e jovens cientistas.

Enquanto em outros países a crise econômica levou, às vezes, a cortes orçamentários de 5% a 10% para a ciência, um corte de mais de 50% é impossível de ser acomodado, e irá comprometer seriamente o futuro do país.

Nós sabemos que a situação econômica do Brasil está muito complicada, mas pedimos que reconsidere sua decisão antes que seja tarde demais."

Signatários

Nobel de Medicina

Harold Varmus (1989)

Jules Hoffman (2011)

Tim Hunt (2001)

Torsten Wiesel (1981)

Nobel de Química

Martin Chalfie (2008)

Johann Deisenhofer (1988)

Robert Huber (1988)

Ada Yonath (2009)

Dan Shechtmann (2011)

Venkatraman Ramakrishnan (2009)

Jean-Marie Lehn (1987)

Yuan T. Lee (1986)

Nobel de Física

Albert Fert (2007)

David Gross (2004)

Serge Haroche (2012)

Claude Cohen-Tannoudji (1977)

Andre Geim (2010)

Robert B. Laughlin (1998)

Frederic Duncan M. Haldane (2016)

Klaus von Klitzing (1985)

Arthur McDonald (2015)

Takaaki Kajita (2015)

Jerome Friedman (1990)

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала